Marca Maxmeio

PF prende acusado de tentativa de fraude contra a Caixa Econômica Federal

31 de outubro de 2014

A Polícia Federal prendeu no início da tarde desta sexta-feira, 31/10, em uma agência da Caixa Econômica Federal em Nova Parnamirim, na Grande Natal, um homem de 57 anos, acusado de tentativa de estelionato e falsificação de documento público. Ele iria sacar cerca de R$ 16 mil.

A ação aconteceu por volta do meio-dia quando o suspeito compareceu àquela agência para abrir uma conta poupança que seria utilizada para o crédito de um empréstimo consignado no valor total de R$ 16.496,00, porém, ao apresentar a documentação, o funcionário da CEF veio a descobrir que aquela pessoa, de forma fraudulenta, estava se fazendo passar por um cliente daquela agência.

Entre em contato!
heitor.gregorio@hotmail.com

Spa das Sobrancelhas

Henrique Alves: “Descarto qualquer Ministério”

31 de outubro de 2014

Da Veja:

Na primeira semana depois das eleições, o Congresso Nacional deu um claro recado à presidente reeleita Dilma Rousseff (PT): derrubou o decreto bolivariano que criava conselhos populares em órgão públicos, convocou ministros e a presidente da Petrobras, Graça Foster, para prestar esclarecimentos em comissões e ensaia desengavetar propostas que causam dor de cabeça ao Planalto, como o chamado Orçamento Impositivo. Para Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), presidente da Câmara dos Deputados, Dilma precisa saber “conversar e “compartilhar mais” já nos próximos dois meses, quando encerra seu primeiro mandato. “Não pode ser como vinha sendo: o PT escolhendo o que quisesse, principalmente os melhores ministérios, e deixando o resto para os outros. Não pode e não deve ser assim. A presidente Dilma tem dois meses para provar que as coisas não vão ser assim”, afirmou. Depois de onze mandatos na Câmara, Alves foi derrotado na disputa pelo governo do Rio Grande do Norte e ficará sem mandato em janeiro. Nos últimos dias, seu nome passou a figurar na bolsa de apostas do futuro ministério de Dilma, o que ele descarta. Mas, como reza o anedotário político de Brasília, quando se quer um cargo de ministro, o melhor a fazer é afirmar justamente o contrário – diz a máxima que, a partir daí, seu nome passará ser lembrado constantemente. Leia a entrevista ao site de VEJA.

Como o senhor viu o apoio de Lula ao seu adversário Robinson Faria (PSD) na disputa ao governo do Rio Grande do Norte? Eu fui surpreendido. O Lula nunca tinha visto o Robinson na vida. Esqueceram de avisar que o Robinson que ele apoiou neste ano é o mesmo contra quem ele gravou em 2010. Se amanhã passar ao lado, acho que o Lula nem o reconhece mais. Enquanto eu era líder do PMDB, sempre que havia uma votação importante, o Lula me chamava para conversar e para negociar. Agora, ele grava uma entrevista em um formato de bate-papo elogiando o Robinson, dizendo que ele vai mudar o Rio Grande do Norte. Isso foi decisivo para a derrota, foram muitas inserções ao longo de vários dias.

O senhor chegou a procurar o PT pedindo que as gravações não se repetissem no segundo turno? Eu procurei o Michel Temer, que na hora telefonou para o Lula pedindo para que não gravasse mais. Tudo bem que a chapa do Robinson estava com o PT para o Senado, mas no plano nacional eu estava com a Dilma. Depois que pedi para pararem, foi quando usaram as propagandas desbragadamente. O Lula não deve ter feito nenhum gesto para pararem de usar. O Temer também procurou o Rui Falcão, mas não adiantou. Ficou uma coisa muito constrangedora. O Lula ia lá toda hora e classificava o outro candidato como a mudança. Mas sou eu que o conheço, eu que o ajudei, que fui o seu parceiro.

Então como fica a relação entre o PT e o senhor depois destas eleições? A Dilma teve outro comportamento. Eu disse que ela poderia ir lá no Estado que todos estaríamos ao lado dela. Mas também disse que ia entender se ela achasse melhor não ir, e ela realmente não foi. Não tenho nada a reclamar dela. Mas, com o Lula, eu vou fazer o quê? Tem de ter maturidade e experiência para virar essa página. Eu reconheço que a participação dele foi muito importante para o resultado eleitoral. Mas, com ressentimentos, ficamos menores. E eu não quero ficar menor com isso.

A derrubada do decreto de Dilma foi um troco ao PT? Essa afirmativa é desinformação ou má-fé. Essa matéria aguardava votação há três meses. Eu decidi pautá-la, fiz um pronunciamento defendendo que o decreto era inconstitucional, tentei diversas vezes que o Aloizio Mercadante o retirasse e apresentasse um projeto de lei com urgência. O que nós queríamos era tirar a vinculação dos conselhos à Presidência da República. Toda votação que se abria, a oposição começava a obstruir enquanto não pautasse o decreto. Na hora que deu para ser votado, a obstrução do PT não teve efeito. Se já era meu desejo que ele fosse votado e derrubado e a pressão estava grande, não teve como ser diferente. A Câmara ia ficar em um impasse sem votar nada? Mas isso não tem nada a ver com situação nenhuma. Eu já falei com a Dilma, dei parabéns pela eleição, e ela sequer tocou neste assunto. A presidente ainda disse que na próxima semana, quando voltar de viagem, gostaria de falar comigo porque ia precisar muito da minha ajuda.

O que o senhor acha que tem de mudar na relação entre Executivo e Legislativo no novo governo? A Dilma nunca foi parlamentar e nunca passou nesta Casa, como todos os outros presidentes passaram e sabem das tensões que temos aqui, da necessidade de dar respostas. Ela exerceu uma função gerencial e se tornou presidente da República. Eu acho que ela precisa conversar mais. Quando convencer, muito bem. Quando não, que seja convencida. Acho que ela vai partir para isso, para um modelo diferente do primeiro mandato. Até porque antes ela tinha um contexto eleitoral muito favorável, mas agora não, está dividido. E aqui, pelo radicalismo da campanha, é um prato cheio para o Aécio, porque as coisas vão se tornar ainda mais radicais. Mais do que nunca vai exigir a colaboração do PMDB e ela própria vai ter de conversar mais com o setor produtivo, com representantes empresariais, com o setor sindical e com parlamentares.

Este ano foi marcado por tensões entre a bancada do PMDB e o Planalto. O que o Michel Temer disse sobre o novo governo depois da reeleição? Nada. Mas agora a situação é outra. Fora da janela do Palácio do Planalto há um país dividido. E tem haver muito cuidado para que amanhã não haja uma crise. É preciso calçar a sandália da humildade. A Dilma, na reta final das eleições, quando precisou da ajuda do Nordeste, recorreu ao Lula. Até então quase não se via o Lula participar das eleições, ele estava mais focado na disputa de São Paulo. A Dilma tem de compartilhar mais, de participar mais. Não pode ser como vinha sendo, o PT escolhendo o que quisesse, principalmente os melhores ministérios, e deixando o resto para os outros. Não pode e não deve ser assim. A Dilma tem dois meses para provar que as coisas não vão ser assim.

Qual o caminho natural para a presidência da Câmara? Antes uma aliança entre o PT e o PMDB era importante porque juntava muitos votos e quase conseguia maioria. Era um rodízio que se impunha por serem as duas grandes bancadas da Casa. Agora mudou a configuração e essas duas legendas não fazem 140 votos. O fato de elas se entenderem não é nenhuma garantia de que farão o presidente da Casa. Deve-se buscar o candidato que reflete o sentimento da Casa, da independência, que procure angariar apoio tanto da base quanto da oposição. Há, hoje, um PMDB que não votou em Dilma. Nessa configuração confusa e muito dividida, acho que o discurso vencedor vai ser de quem falar pelo Parlamento. Eu acho inevitável que o PMDB procure a todos, oposição e governo, e caracterize o discurso de Parlamento.

Há hoje um nome alternativo ao Eduardo Cunha? Não. Ele é a indicação da bancada. O Eduardo tem credibilidade, é respeitado pelos parceiros, pelos adversários e cumpre acordos. É um nome muito forte.

O senhor está na Câmara há 44 anos. Está preparado para não viver mais essa rotina? Preparadíssimo. Eu passei a minha vida inteira morando em hotel sozinho, passava dois ou três dias com a família e viajava. Imagine o que é pegar um avião toda terça e quinta ao longo de todo esse tempo. Agora eu estou preocupado com a minha qualidade de vida. Eu tenho uma empresa de comunicação e vou ficar no comando do PMDB do meu Estado. Continuo na política. Mas quero ter mais qualidade de vida, fazendo o que eu gosto.

E a possibilidade de assumir algum ministério? Muitos querem que eu fique em Brasília. Há pressão nesse sentido pela experiência que eu tenho aqui. Eu poderia ficar fazendo um meio de campo entre o Michel Temer e o Eduardo Cunha. Mas a indicação que eu tenho agora é ter uma qualidade de vida melhor.

Então o senhor descarta tornar-se ministro? Descarto. Qualquer ministério. Ministério é pior, porque a gente tem de estar aqui de segunda a sexta. A política sacrifica muito a família. Eu tenho dois filhos que quase não vejo. A gente começa a ver que o tempo está passando e está perdendo algumas oportunidades. Então há coisas que vêm pelo bem. Eu tenho um jornal, uma TV e vou ter participação política, mas vivendo com mais estabilidade.

Quem poderia ser capaz de fazer esse meio campo e melhorar o diálogo com o Parlamento? O Jaques Wagner, ex-governador da Bahia, é uma boa pessoa. Ele é experiente, competente, malandro. Eu acho que ele vai para Relações Institucionais. A Dilma não pode mais correr riscos. O país está dividido.

IMG_0058.JPG

Entre em contato!
heitor.gregorio@hotmail.com

Fabrício Torquato: “Minha reforma administrativa não tem cunho político”

31 de outubro de 2014

O prefeito de Pau dos Ferros, Fabrício Torquato (DEM), entrou em contato com o blog e confirmou que realmente está fazendo uma reforma administrativa em seu governo, porém nega que esteja trocando os indicados do ex-prefeito e ex-aliado Leonardo Rêgo (DEM), por indicados do ex-prefeito e novo aliado Nilton Figueiredo (PMDB).

“Minha reforma administrativa não tem cunho político. O DNA é meu. De política, demorarei a falar”, disse o prefeito ao blog.

Entre em contato!
heitor.gregorio@hotmail.com

Vice-governador eleito será o coordenador da equipe de transição de Robinson Faria

31 de outubro de 2014

O governador eleito Robinson Faria (PSD) adiou para a segunda-feira (03) o anúncio da equipe de transição do seu Governo.

Mas o blog já soube que a equipe será coordenada pelo vice-governador eleito Fábio Dantas (PCdoB) e terá ainda como membro a procuradora Tatiana Mendes Cunha, nome cotado para Secretaria da Casa Civil do Governo Robinson.

Entre em contato!
heitor.gregorio@hotmail.com

Fátima Bezerra faz pronunciamento na Câmara parabenizando Dilma e Robinson pela vitória

31 de outubro de 2014

A senadora eleita pelo Rio Grande do Norte, deputada Fátima Bezerra, parabenizou o Brasil por escolher Dilma Rousseff presidenta da República e a população do Rio Grande do Norte, por escolher Robinson Faria como seu representante no Governo. Em discurso na Câmara Federal, nesta quinta-feira (30), a parlamentar destacou que, encerrada a disputa eleitoral, é hora de paz e união entre todos os brasileiros.

Fátima dedicou boa parte do discurso ao RN. Ela observou que a população potiguar deu uma lição de coragem e ousadia na eleição de 2014 e, com o voto livre, venceu a maior aliança política já construída ao longo da história.

“A mobilização popular desmontou o que foi projetado pelos grupos tradicionais, levando ao Governo Robinson Faria e elegendo para o Senado uma professora da rede pública, sem vinculação oligárquica dos grupos, que historicamente dominaram a política do RN. Pela primeira vez teremos uma senadora de perfil popular, com vínculos estreitos nas lutas sociais e claras convicções socialistas”, disse.

A deputada destacou que agora é hora de preparar o novo governo para superar a situação adversa que o Estado vive e corresponder à expectativa da população. Ela defende uma gestão nova, participativa, democrática e que mude a vida das pessoas para melhor.

Fátima garantiu que, no Senado, estará dedicada a viabilizar as condições para que Robinson realize um governo à altura do povo potiguar.

IMG_0045.JPG

Entre em contato!
heitor.gregorio@hotmail.com

JFRN determina paralisação de propaganda de faculdade cujos cursos não são reconhecidos pelo MEC

31 de outubro de 2014

A Justiça Federal do Rio Grande do Norte determinou a imediata paralisação de toda a publicidade e atividade dos cursos de pós-graduação da Faculdade de Ciências Humanas (Sapiens) e da Faculdade do Norte do Paraná (Facnorte) que não são reconhecidos pelo Ministério da Educação.

Essas duas instituições estão obrigadas pelo Judiciário Federal a não apenas suspenderem a divulgação, mas interromperem temporariamente os cursos. A decisão liminar foi do Juiz Federal Magnus Augusto Costa Delgado, da 1ª Vara Federal.

Ele determinou ainda que a SAPIENS e a FACNORTE estão proibidas de iniciarem os cursos sem o credenciamento do Ministério da Educação.

Entre em contato!
heitor.gregorio@hotmail.com

Macanudo Store

Outback Steakhouse abre 130 vagas para unidade em Natal

31 de outubro de 2014

O Outback Steakhouse inaugurará seu primeiro restaurante em Natal e, para isso, inicia o processo de seleção de sua equipe na cidade.

De 3 a 14 de novembro, de segunda a sexta-feira, os interessados em trabalhar na rede devem comparecer ao Auditório do Shopping Midway Mall – 6º piso, das 9h às 17h, com RG, carteira de trabalho e foto 3×4, para preencher uma ficha de inscrição e participar da primeira entrevista.

As vagas são para as funções de atendente de restaurante e bar, recepcionista, auxiliar de limpeza e auxiliar de cozinha.

Há oportunidades destinadas também a pessoas com deficiência e jovens aprendizes.

Os candidatos podem ser homens ou mulheres com mais de 18 anos, preferencialmente estudantes (universitários ou pessoas com ensino médio/técnico completo ou cursando), que tenham disponibilidade de horário, inclusive para finais de semana e feriados.

A rede procura pessoas dedicadas, com perfil dinâmico e vontade de crescer. Não é necessário ter experiência anterior.

A rede oferece oportunidade de carreira, assistência médica e odontológica e muitos outros benefícios.

Entre em contato!
heitor.gregorio@hotmail.com

Calvin Klein

Projeto ecologicamente correto do plantio de maracujá gera renda em São Gonçalo

31 de outubro de 2014

A Secretaria de Agropecuária e Desenvolvimento Agrário de São Gonçalo do Amarante está investindo em projetos inovadores que gerem desenvolvimento no setor agrícola do município. Uma das experiências com sucesso é o plantio de maracujá.

No inicio desse ano o secretário da pasta, Leonardo Medeiros, junto a sua equipe, foi conhecer o projeto do professor e engenheiro agrônomo, Gilberto Lira, na divisa da cidade de Ceará-Mirim com Maxaranguape. Na propriedade eles perceberam que o plantio do maracujá não era feito diretamente na terra, mas sim, no vaso confeccionado com pneu usado e uma lona para que a raiz não crescesse na terra.

Em São Gonçalo, a Associação dos Trabalhadores Rurais de Santo Antônio do Potengi abraçou o projeto piloto e iniciou os trabalhos. A prefeitura ajudou com parte do material de trabalho e a associação arcou com o restante. Há cerca de cinco meses teve inicio o plantio e em breve estará rendendo faturamento aos produtores que investiram no novo negócio.

Entre em contato!
heitor.gregorio@hotmail.com

Dibson Nasser vai reassumir mandato de deputado estadual

30 de outubro de 2014

IMG_0043.PNG

Entre em contato!
heitor.gregorio@hotmail.com

Macanudo Store

Leonardo Rêgo perde espaço na Prefeitura de Pau dos Ferros para Nilton Figueiredo

30 de outubro de 2014

O prefeito Fabrício Torquato (DEM) faz uma verdadeira faxina nos comissionados da Prefeitura de Pau dos Ferros que foram indicado pelo ex-prefeito Leonardo Rêgo (DEM), filho do deputado estadual reeleito, Getúlio Rêgo (DEM).

Quem tem o DNA de Leonardo está sendo substituído pelo DNA do ex-prefeito Nilton Figueiredo (PMDB).

Entre em contato!
heitor.gregorio@hotmail.com

Macanudo Store

Vivaldo comemora aniversário com Missa em Ação de Graças

30 de outubro de 2014

Aniversariante deste sábado (01), o deputado Vivaldo Costa (PROS) comemora com uma Missa em Ação de Graças, às 18h, no pátio do Hospital do Seridó, em Caicó.

O deputado federal eleito Rafael Motra (PROS), segundo mais votado de Caicó, deverá marcar presença.

Entre em contato!
heitor.gregorio@hotmail.com

Grupo Reviver

Márcia Maia defende redução de imposto sobre querosene de aviação‏

30 de outubro de 2014

A deputada Márcia Maia (PSB) entende que a redução na alíquota do ICMS sobre o querosene de aviação (QAV) vai contribuir para melhorar a situação do turismo no Rio Grande do Norte que se encontra em crise, com poucos voos para o Estado e aqueles que ainda operam, têm um alto preço.

Em pronunciamento esta tarde (30) ela pediu o apoio dos seus colegas para aprovação, até o final do período legislativo, de um Projeto de Lei, de sua autoria e do deputado Hermano Morais (PMDB) que trata da redução do percentual do imposto que hoje chega a 25%.

“Fundamental para o setor aéreo, o QAV é responsável por 40% dos custos operacionais das companhias aéreas brasileiras. Em alguns estados, como é o caso do Rio Grande do Norte, a alíquota chega 25%. Uma eventual desoneração do combustível de aviação tornaria os custos de operação mais baixos. Isso pode ser refletido tanto no custo das passagens e num consequente aumento de demanda, quanto pode permitir a manutenção de mais voos com menores ocupações”, afirmou.

Entre em contato!
heitor.gregorio@hotmail.com

Agripino diz que desafio da classe política é acabar com divisão do país‏

30 de outubro de 2014

O líder do Democratas no Senado, José Agripino (RN), disse que a classe política deve trabalhar para acabar com o estigma instalado pelo PT durante a campanha presidencial de dividir o país entre ricos e pobres. Em entrevista à Rádio Estadão na manhã desta quinta-feira (30), Agripino ressaltou que a prioridade do país deve ser a distribuição de renda mais igualitária. “Cabe à classe política, de governo e oposição, acabar com qualquer sequela de divisão do país entre ricos e pobres, entre classes A, B, C, D, entre brancos e negros. O Brasil é um só”.

Em relação à derrota de Aécio Neves por uma diferença de apenas três milhões de votos para Dilma Rousseff, no último domingo (26), Agripino destacou que Aécio foi prejudicado pelas inverdades ditas pelo PT à população. “No Nordeste, sou testemunha de que você chegava à casa das pessoas mais modestas e estava inoculado o vírus do fim do Bolsa Família, do Prouni, do Minha Casa Minha Vida. Estava dito dentro das casas que, se Aécio fosse presidente, ele acabaria com tudo aquilo. Ou seja, era uma militância a serviço da inverdade”.

Sobre a força da oposição a partir de 2015, Agripino disse que o Democratas continuará cumprindo seu papel fiscalizador e de propor caminhos. “O PT se julga proprietário do poder e, por isso, comete desatinos. Cabe a nós, da oposição, estarmos 24 horas por dia atentos para fiscalizar e apontar caminhos de correção”.

Entre em contato!
heitor.gregorio@hotmail.com

Horários das missas de finados nos cemitérios de Natal

30 de outubro de 2014

Cemitério de Nova Descoberta: 7h/ 10h / 16h

Cemitério de Ponta Negra: 8h

Cemitério Bom Pastor I: 9h / 15h (A missa das 9 horas será presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha)

Cemitério Bom Pastor II: 10h/ 16h

Cemitério Morada da Paz – Emaús: 7h30 / 9h30 / 15h / 17h (A missa das 17 horas será presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha

Cemitério Parque da Passagem – Parque dos Coqueiros: 8h/ 9h30/ 15h/ 17h

Cemitério Sítio Pajuçara: 7h30

Cemitério da Redinha: 8h

Cemitério do Alecrim: 8h/ 16h

Entre em contato!
heitor.gregorio@hotmail.com

Macanudo Store

Pagamento de 91% dos servidores estaduais será creditado nesta sexta-feira (31)‏

30 de outubro de 2014

As Secretarias de Estado do Planejamento e das Finanças (Seplan) e da Administração e dos Recursos Humanos (Searh) informam que o calendário de pagamento dos salários dos servidores estaduais relativo ao mês de outubro será da seguinte forma:

Nesta sexta-feira (31), ao meio dia, será creditado o pagamento de todos os servidores da Segurança, Saúde e Educação (inclusive UERN), bem como todos os servidores do DETRAN, IDEMA, DEI, JUCERN e IPEM, independente do valor do salário, que representam um total de 60.055 servidores;

Também na sexta-feira vão receber os servidores ativos e inativos das demais áreas que ganham até R$ 2 mil líquidos – que somam 33.409 servidores;

No dia 10 de novembro, segunda-feira, ao meio dia, serão creditados os salários dos servidores ativos e inativos que recebem acima de R$ 2 mil líquidos – 9.377 servidores, que representam 9% do total.

93.464 servidores receberão o pagamento dentro do mês, o que equivale a 91% da folha do Estado.

Entre em contato!
heitor.gregorio@hotmail.com

Calvin Klein

Henrique Alves quer concluir votação da PEC do Orçamento Impositivo na próxima semana‏

30 de outubro de 2014

O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, anunciou nesta quinta-feira (30), que o Plenário deverá concluir a votação da PEC do Orçamento Impositivo (358/13) na próxima semana.

A proposta obriga o governo federal a pagar as emendas apresentadas por deputados e senadores ao Orçamento da União.

Ele já comunicou a sua intenção de votar a matéria ao ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, com quem esteve reunido nesta quinta-feira. “Eu o informei que quero deixar a Casa com essa matéria votada”.

Pelo texto da PEC, o governo terá de pagar até 1,2% da receita corrente líquida realizada no ano anterior em emendas, desde que metade desse dinheiro seja voltado para a saúde. O texto base da PEC foi aprovado em 1º turno em maio deste ano, mas falta a votação de dois destaques. Um deles, apresentado pelo DEM e apoiado pela bancada da saúde, quer retirar da PEC os limites mínimos de recursos da União a serem investidos em saúde. Esses parlamentares preferem a definição dos limites por uma lei, como é hoje, por ser uma norma mais fácil de ser alterada.

Reforma Política

Sobre a reforma política, o presidente da Câmara assinalou que já há um consenso que deve haver participação popular. “Não se pensa em fazer uma reforma política que não tenha a participação popular. O povo deverá ter a última palavra. Então, eu espero que, na quarta-feira (5), a CCJ possa aprovar a admissibilidade da PEC da Reforma Política (352/13), para que possamos criar a comissão especial e trazer para o debate a OAB, a CNBB, os movimentos sociais todos para discutirem claramente uma proposta de reforma política para que possa ao final ser levada ao referendo popular”.

Foto: Rodolfo Stuckert

z

Entre em contato!
heitor.gregorio@hotmail.com

Macanudo Store

Código de Segurança Contra Incêndio e Pânico é debatido na Assembleia Legislativa

30 de outubro de 2014

O projeto de lei que institui o Código de Segurança Contra Incêndio e Pânico (COSIP) no Rio Grande do Norte foi discutido em audiência pública realizada na manhã desta quinta-feira, 30, na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. O debate foi promovido pelos deputados que compõe e Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa (CCJ) e contou com a participação de entidades representativas da sociedade civil organizada que contribuíram na atualização da norma em discussão.  O projeto debatido revoga a Lei Estadual 4436, de 9 de dezembro de 1974.

O presidente da CCJ, deputado estadual Hermano Morais (PMDB), explicou a necessidade de ouvir a sociedade sobre os ajustes e modificações a Lei Estadual 4436/74. “O objetivo é torná-lo mais eficaz aos interesses e necessidades da nossa população”, disse.

Dentre as mudanças estão a inclusão dos sistemas de detecção e alarme; o controle de fumaça e os sistemas de extinção por gases inertes, bem como as medidas de proteção passiva que não foram contempladas à época, dentre elas, o controle de materiais de revestimento e acabamento; a acessibilidade de veículos de combate a incêndio às edificações; a distância de segurança entre as edificações; a compartimentação horizontal e vertical e a exigência de equipes de intervenção (brigadas de incêndio).

O deputado estadual Nelter Queiroz (PMDB) chamou atenção para a composição dos quadros do Corpo de Bombeiros. “Preocupa-me o que o Corpo de Bombeiros quer fazer e não tem quadro para analisar esses pedidos. Em Jucurutu, por exemplo, completou 45 dias de espera para analisar um pedido de licença de um projeto que aguarda para ser apresenta à Caixa Econômica Federal. Por isso, faço um apelo, pois a coisa está de certa forma emperrada. Deixando os municípios em situação difícil, sem poder iniciar obras e com risco até de perder os recursos”, afirmou.

Foto: Eduardo Maia

z

Entre em contato!
heitor.gregorio@hotmail.com

Macanudo Store

Pesquisa aponta Jacó Jácome como vereador mais atuante de Natal

30 de outubro de 2014

Jacó Jácome foi eleito o vereador mais atuante da Câmara Municipal de Natal. O parlamentar foi escolhido por meio de uma pesquisa de opinião pública, realizada pelo Instituto Tiradentes. A pesquisa que elegeu Jacó ouviu 3694 pessoas através de telefone entre os dias 18 de agosto e 19 de setembro, e o vereador recebeu 15,3% dos votos.

A premiação aos os eleitos pela aprovação popular e significativos trabalhos prestados à comunidade será realizada no encerramento do Seminário Brasileiro de Prefeitos, Vereadores, Procuradores Jurídicos, Controladores Internos, Secretários e Assessores Municipais, edição 85, no dia 21 de novembro, às 11h, no Auditório do Recife Praia Hotel (PE). O levantamento foi realizado também com os parlamentares de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Piauí.

A segunda parlamentar natalense eleita mais atuante de acordo com o levantamento foi Júlia arruda (PSB) seguida pelo vereador Franklin Capistrano (PSB). O Instituto Tiradentes utiliza para realizar a enquete um banco de dados com mais de 120 milhões de telefones de todo o Brasil. Os entrevistados são sorteados pelo computador, dependendo da quantidade de habitantes de cada cidade.

z

Entre em contato!
heitor.gregorio@hotmail.com

Calvin Klein

Presidente do TRE-RN visita a governadora Rosalba Ciarlini

30 de outubro de 2014

A Governadora Rosalba Ciarlini recebeu, na manhã desta quinta-feira (30), o Presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE/RN), Desembargador Virgílio Macêdo Junior, e o assessor jurídico da presidência, Arnaud Flor.

O objetivo do encontro foi agradecer a parceria do Governo do Estado com o TRE/RN para a realização das eleições 2014 no Rio Grande do Norte. “Nosso intuito é agradecer a colaboração e o apoio dado a todos nós da justiça eleitoral para realização das ações referentes ao pleito”, disse o Desembargador.

O desembargador entregou a Governadora um mapa eleitoral com dados sobre a votação do último domingo. E também aproveitou a ocasião para convidar a Chefe do Executivo para a diplomação dos eleitos, que acontece no dia 18 de dezembro, às 17h, no Centro de Convenções de Natal.

“Essa interação e colaboração entre as instituições é essencial, agradeço pelo reconhecimento e também o convite para participar de um momento tão importante como a diplomação, farei o possível para estar presente”, declarou a Governadora.

Foto: Elisa Elsie

z

Entre em contato!
heitor.gregorio@hotmail.com

Paulo de Tarso Fernandes analisa que caso Disson fique inelegível o mandato será de Major Fernandes

30 de outubro de 2014

O advogado Paulo de Tarso Fernandes, especialista em Direito Eleitoral, analisa na Tribuna do Norte desta quinta-feira (30), que caso se torne inelegível pela condenação de um colegiado, os votos de Disson Lisboa, que conseguiu 26.618 votos, permanecem na coligação.

Caso essa hipótese seja concretizada, o novo deputado estadual seria o Major Fernandes, que obteve 25.006 votos.

O advogado explicou que caso a inelegibilidade seja decretada, a partir dessa decisão do Tribunal de Justiça, ela já terá ocorrido após a eleição, por isso os votos são contados como sendo da coligação. “A legislação entende que o candidato concorreu com o registro deferido, por isso, os votos permanecem na coligação”, explicou o advogado.

Detalhe: Neste caso, fica descartada, mais uma vez, a possibilidade do deputado Vivaldo Costa assumir a titularidade do mandato.

Entre em contato!
heitor.gregorio@hotmail.com

Grupo Reviver

No Instagram

No Twitter